Filhote de gato: Que cuidados devo ter?


Certamente ter um novo membro na família, como um filhote de gato, por exemplo, envolve muitas dúvidas e a melhor maneira de esclarecer todos os cuidados necessários é levar seu novo amigo a um veterinário de confiança.

A seguir, vamos listar alguns dos cuidados básicos que você precisará ter para que o seu filhote de gato se desenvolva bem e com saúde!

Que alimento dar a um filhote de gato?

Alguns cuidados iniciais que você deve ter em mente é que seu filhote de gato necessita de alimentação e esta deve ser de ótima qualidade, preferencialmente rações da linha super Premium, devido à melhor absorção dos nutrientes presentes.

Além da ração, o ideal é também oferecer o sache (ração úmida), pois nele há grande quantidade de água.

Os felinos não possuem o habito de ingerir uma quantia ideal de água, e isto acarreta diversos problemas na sua saúde, como cálculos urinários e doença renal. Pensando nisso é válido também instalar uma fonte com água retornável para estimular o consumo.

Que outros cuidados são importantes quando se tem um filhote de gato?

Sem dúvidas, enriquecer o ambiente com brinquedos, esconderijos e plataformas em locais mais altos faz seu novo amigo se sentir mais confortável e pode até evitar o aparecimento de outras doenças devido ao stress, por exemplo.

Cuidados como tomar medicamento contra vermes, medicamento anti-pulgas para evitar doenças e alergias são cuidados básicos e de extrema importância, que devem fazer parte da rotina de vida do seu filhote de gato.Alem disso, deve-se colocar liteiras (caixas) com areia para que ele possa fazer suas necessidades (fezes e urina). Estas caixas devem ser instaladas em locais longe de geladeiras e maquinas de lavar roupas, ou seja, um local o mais silencioso e calmo possível.

Sabe por que os gatos têm o hábito de enterrar as fezes e a urina? Na natureza eles utilizam este truque para não serem descobertos por predadores.

É preciso vacinar o filhote de gato?

Sim! A partir dos 60 dias de idade, você terá que vaciná-lo contra algumas doenças. Uma das vacinas será a anti-rábica e a outra a múltipla, a qual o protege contra várias enfermidades. Estas vacinas devem ser repetidas anualmente, com uma dose de cada.

E a castração é necessária?

É muito importante castrar seu bichano, pois lembre-se, já temos muitos animais abandonados nas ruas.

Além disto, a castração auxilia na prevenção do câncer de mama e extingue a possibilidade de infecção intra-uterina em fêmeas.

Já em machos, ajuda a mantê-los dentro de casa, pois um dos motivos que eles saem para a rua é para irem atrás de fêmeas no cio para se acasalar (namorar).

Agora, com estas dicas, você já sabe como pode cuidar melhor do seu felino. Mas não se esqueça de sempre levá-lo ao veterinário, pois ele é o único profissional capacitado para avaliar se seu bichinho está realmente bem!


Autora do Artigo: Médica Veterinária Fernanda Quintino CRMV-MT 3527
Fanpagehttps://www.facebook.com/provetcentrodemedicinaanimal/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *