Alergia em Cães e Gatos: Como saber se seu pet é alérgico?


Alergia em cães e gatos é muito comum! Mas afinal de contas você sabe como a alergia ocorre e quais são as suas causas? Neste artigo vamos explicar tudo!

O que é alergia afinal?

É uma característica genética, ou seja, parte do charme natural daquele pet, que já nasce com essa tendência e nunca deixará de ser alérgico na vida.

Como acontece a alergia em cães e gatos?

Quem é alérgico implica com coisas que os ditos “não alérgicos” não dão bola. Isso significa que pet alérgico produz anticorpos contra aquilo com que ele sempre teve contato durante a vida.
Então, partículas de proteínas que entram no corpo por inalação, por ingestão, ou mesmo pela pele, podem disparar a produção dessa resposta do sistema imune nos alérgicos.
E com o passar do tempo, o pet alérgico fica tão sensibilizado, que ao mínimo contato com aquela partícula “velha conhecida” e já faz crise.

O que causa alergia em cães e gatos?

É possível “implicar” e produzir anticorpos contra muitas partículas, mas as proteínas são as mais importantes para os pets alérgicos.
As causas mais comuns conhecidas são as proteínas presentes na saliva da pulga, as proteínas presentes na alimentação e as proteínas presentes no ambiente (do pólen, dos fungos e dos ácaros da poeira).

Quais os sintomas de alergia em gatos?

Nos felinos alérgicos, acontece como nas crianças e o sistema respiratório é o mais afetado.
Assim, gatos alérgicos podem apresentar: espirros, tosse, falta de ar e até febre, por rinite, bronquite e asma alérgicas, que podem causar pneumonia ou otite com rompimento do tímpano, por pólipos inflamatórios ou excesso de muco nas vias aéreas e ouvidos.

Quais os sintomas de alergia em cães?

Diferente dos gatos, é muito raro um cão com rinite ou bronquite alérgicas.
Cão que espirra não está começando uma crise alérgica, mas apenas removendo do nariz as partículas que ele farejou há pouco.
O cão alérgico inflama a pele e os ouvidos e por causa disso, sente coceira e faz infecção toda hora na pele do corpo e às vezes do ouvido também.

O que fazer em casos de alergia em cães e gatos?

Se suspeitar que a coceira do seu cão ou os espirros do seu gato ocorrem por alergia, é preciso descartar infecções, parasitoses (no cão) e viroses (nos gatos) que também causam esses sintomas.
Procure um médico veterinário, para que ele examine o pet, e invista na investigação e nos exames que ele sugerir, sem medo de ser feliz.

Antialérgicos podem curar meu alergia em cães e gatos?

Como alergia é uma característica genética, é muito importante que você saiba que não há cura.
Não há terapia alguma capaz de mudar o DNA do animal para que ele deixe de “implicar” com aquilo que tem contato.
Portanto, siga as orientações dadas na consulta, para identificar e remover de perto do pet aquilo que dispara as crises, fazendo antialérgicos como SOS, somente nos momentos de crise e nas doses indicadas na receita.

Agora que você aprendeu o que é ser alérgico e já sabe prevenir as crises alérgicas, seu pet terá muito mais qualidade de vida.


Autora do artigo: Médica Veterinária Marcia Lima
Blog: http://www.dermatocaoegato.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *